Uma manhã de Domingo

Visualizava cores e formas a cada batida da melodia. As cores cruzavam-se e difundiam-se dando tom a outras cores, ora vibrantes, ora estagnadas. Sorria sozinha segurando a caneca de café quente e fazia associações dos desenhos criados em imaginação com a vida vivida até aquele exacto momento. Entre o voo e o não voo o céu brilhava. O que havia de especial em cada parte do ar era sentido e enviado pelo caminho das pupilas. Como um pressentir e uma chuva de sensações que no silêncio procuramos. Um afago suave envolto num sonho de emoções em criações da alma imersas num tempo que trilhava na percepção da chegada. O som do vento forçando a entrada nas janelas tinha desaparecido. O único som que ouvia era o dos meus pensamentos. Manhã fria. Sentia-me agradecida por não ter perdido a audição e esperava que no silêncio aquela melodia me desse as boas vindas.

3 pensamentos sobre “Uma manhã de Domingo

  1. Um blog que rejuvenece e se reforça…! Uma brisa que nos refresca, trazendo-nos consigo, o sorriso e o perfume de uma Primavera, a dar mais sentido às palavras que escrevemos…!

    Liked by 1 person

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s