A ALQUIMIA DO TEMPO

  O texto de hoje pretende ir ao encontro da gente da chamada "terceira idade", dos que já foram novos e estão, agora,  a entrar no inexorável envelhecimento (no qual, naturalmente, me incluo). Como diz um amigo meu, com muita graça: "Estamos na idade do Condor , uma dor aqui, outra dor acolá..." Parece que … Continuar a ler A ALQUIMIA DO TEMPO

Outono

Após mais uns ameaços de calor infindável, a chuva deu o seu sinal de vida...! Contrariando um pouco, os receios de um alongamento do verão, miúda, refrescante, ela anunciou o Outono. Assim, bruscamente, sem grandes delongas. Eu diria, quase pontual...! Um cheiro maravilhoso, a folhas caídas e terra molhada, invadiu-nos o ar, fazendo-nos sentir o … Continuar a ler Outono

Simplesmente…

Há quanto tempo não colhes uma flor silvestre e ficas, simplesmente, a olhar para ela? Simplesmente a olhar uma flor que é simples? Há quanto tempo não fazes isso? Em vez de viveres no passado, nas gigantes amarguras das escolhas erradas, e do que as pessoas supostamente te fizeram… Em vez de viveres no futuro, … Continuar a ler Simplesmente…

Essência

Amo a vida. No fundo, talvez procure aves como eu. O seu canto. O seu voo. Aquelas que bebem água em lábios de açúcar e de flores vivas. Fascinadas com o encanto de palavras, com o som do mar, com campos cobertos de brilho e luz, com o deslizar de rios que me levam ao … Continuar a ler Essência