M. C. ESCHER

Já lá vão muitos anos, durante os meus percursos de estudante, que "tropecei" numa composição gráfica de Escher e que fiquei a olhá-la, tentando interpretá-la. Era um desenho espantoso, com planos prováveis mas irreais, que nos obrigava a acompanhar linhas que se cruzavam ou se desfaziam, quase nos atordoando com a sua inviabilidade. Procurei saber … Continuar a ler M. C. ESCHER