Vem Primavera

Não há ventos adversos que impeçam o som doce do teu sussurrar, nem cheiro ardente que impeça o teu sorriso de me encontrar. Nada impede o querer, nem vontades impossíveis que emudecem raios de sol, nem lábios desfeitos em murmúrios do mar. Vem Primavera pintar de cor, Amor e Luz as sombras que respiram no … Continuar a ler Vem Primavera

Sejamos Luz

Souem ecos sopradosderramados em mimcantando o meu paísmeu povoo mundo ao som de pianosviolinos, saxofonesde músicas sem fim.Sounum beijo que navegaembarcado na esperana doçura da serenidadeno desalinho da tempestade.Sounuma calma pensantenuma chama gritantesorriso que não menteneste frioque arrepia de repente.Souà distânciapertoem vislumbres da imaginaçãoem paisagens serenasmão na mãoem desejos e emoção.Souluta interiorvontade vorazpalavras e caríciasAmorAcreditar.  em … Continuar a ler Sejamos Luz

Aqui…

Sem explicações nem teoriasaquias pedras falam,sim.Aquiem pedaços de mimdesnudo todo o meu sentiratravés dos sentidosEm palavras supérfluasem palavras mudasguardadas e gritadas.Aquisei o que encontrocomo rios que sabem onde encontrar o mar.Aquià luz dum claro olharpedra que um beijo aquecearoma e sabormagia e cor.Aquino visível do que não se vêhá um momentoaberto ao tempoem que passado … Continuar a ler Aqui…

Em mim…

O Sol cruza-se em mim. Sinto um afago suave envolto num oceano de emoções. Caminho que trilho na percepção da chegada. A luz ilumina os meus lábios e abro um sorriso sentido. Lentamente, na minha mão fechada um horizonte sonhado é pele em palavras tatuadas. Tempo acordado. A alma pede calma e o coração segue … Continuar a ler Em mim…

Com o tempo…

Com o tempo, aprendemos que tudo é para sempre na medida em que o passado, o presente e qualquer que seja o futuro, fará sempre parte das nossas vidas... Com o tempo, apercebemo-nos que o que foi, nunca mais será e que o que será, poderá ser uma nova forma de felicidade... Com o tempo, … Continuar a ler Com o tempo…

A Menina Do Mar

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN, in A MENINA DO MAR - Ática, 1958; Figueirinhas, 2002 No dia do seu 100º ANIVERSÁRIO (Nasceu a 6 de Novembro 1919 no Porto - Faleceu a 2 de Julho de 2004, em Lisboa). (Excerto ) [...]...No dia seguinte, logo de manhã. o rapaz foi ao seu jardim e colheu uma … Continuar a ler A Menina Do Mar