A MODA DOS “CHEFS”

Perdoar-me-ão os meus leitores mas eu sou do tempo dos bifes com batatas fritas, com molho à café e ovo a cavalo (para quem puder e gostar). Para não falar, claro, no cozido à portuguesa, na feijoada à nortenha ou no sempre muito aplaudido bacalhau à Braz. Este último acepipe, hoje tão popularizado, tem origens … Continuar a ler A MODA DOS “CHEFS”

SOBRE O LIVRO “MISERICÓRDIA” DE LÍDIA JORGE

Acabei há poucos dias de ler o livro “Misericórdia” de Lídia Jorge. Antes dizer mais alguma coisa, devo confessar que Lídia Jorge é o escritor português vivo que mais aprecio. Pelos temas das suas ficções e pela beleza e facilidade da sua escrita. “Misericórdia” é um relato pela voz da protagonista, uma senhora de idade … Continuar a ler SOBRE O LIVRO “MISERICÓRDIA” DE LÍDIA JORGE

Kuricutetela

Eram tempos que nada acontecia, ou pareciam nada acontecer. Os anos sucediam-se uns atrás dos outros, quase sempre iguais, onde o progresso pouco se fazia sentir. Portugal Continental, pouco tinha a oferecer a quem esperava alcançar melhores condições de vida, atirando quem tirava o seu curso, ou a quem se aventurava sair dos seus limitados … Continuar a ler Kuricutetela

INSPIRAÇÃO SUFOCADA

Há dias, épocas, períodos da vida em que escrever, mesmo para quem o faz com regularidade, assume travos de sabor amargo, de aparente incapacidade de comunicar. Sobram-nos temas mas a inexplicável secura da inspiração priva-nos de transformar em textos o que vamos observando à nossa volta. Estamos mais disponíveis para olharmos para o que vai … Continuar a ler INSPIRAÇÃO SUFOCADA