A VISÃO DO FUTSAL

Portugal é campeão do mundo de futsal, uma modalidade aliciante, popularíssima, cada vez com mais praticantes e espectadores. Talvez seja altura de recordar um pouco da sua história e de quem acreditou nela em Portugal.

O futsal nasceu no Uruguai (Montevideu), em 1933, com o nome de futebol de salão. Tal como em Portugal, onde até aos anos 80 do século passado o futebol de salão (ou futebol de 5) era já razoavelmente praticado. Muitas empresas e grupos de amigos disputavam os seus torneios em pavilhões emprestados e ainda mal adaptados.

Mas foi já na década de 90 que houve quem imaginasse o lançamento em força e eventual profissionalização do futebol de salão que, entretanto, ganhou o nome acrónimo de futsal. Convivi com o lançador dessa ideia. Nos idos de 1997 iniciei a minha participação no Comité Olímpico de Portugal, oriundo da Federação de Ténis, e aí encontrei o Dr. Alberto Silveira, oriundo da Federação Portuguesa de Futebol . Fizemos boa amizade, eu e o Alberto Silveira, ao ponto de o ter escolhido para meu adjunto na Missão Olímpica de Sydney 2000, atribuindo-lhe a responsabilidade do controle das finanças , a arte que era a sua base de vida. E falámos, falámos muito. Dizia-me muitas vezes que, como reponsável dentro da Federação de Futebol de Departamento pelo Futsal, lhe iria dar uma visibilidade que ainda não tinha. Garantiu-me com total convicção que o futsal viria a ser uma modalidade de multidões, levando em conta o facto de se praticar em pavilhões, onde espectadores e claques se manifestam com paixão muito mais concentrada. Tinha razão, teve razão como se tem vindo a provar.

O Alberto Silveira foi dirigente do Sport Lisboa e Benfica, da Federação Portuguesa de Futebol, da Associação de Futebol de Lisboa e do Comité Olímpico Nacional. Foi nomeado em 2001 para Chefe de Missão dos Jogos de Atenas 2004, cargo não chegou a desempenhar devido à morte súbita que o apanhou nos finais de 2001, com 55 anos de idade. Foi um duríssimo golpe para todos os seus amigos e para todos que com ele conviveram. Sou um deles. Indefetível e saudoso da personalidade amiga e humana do Alberto Silveira.

Portugal é agora campeão do mundo de Futsal e talvez não houvesse melhor oportunidade para se prestar uma justíssima homenagem ao Homem que teve a visão certa da modalidade, quando tudo era ainda “futebol de salão”.

Pela minha parte aqui deixo esta pequena homenagem ao Amigo, parceiro que sempre, de forma tão simples e humana, se bateu por ideais desportivos que, manifestamente, progrediram..

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s