A DAMA DA LÂMPADA

Hoje, com a vossa condescendência, falo um pouco de enfermagem.

Revejo o voltejar de batas brancas, espalhando sorrisos, derramando bondade, instilando confiança.

Gostamos que elas se aproximem e nos tranquilizem. As dores que nos provocam, para nosso bem, não são dores que nos doam, são dores que nos consolam, nos animam e nos dizem que amanhã tudo passará. Os médicos avaliam-nos, pesquisam-nos, diagnosticam e orientam a cura. As enfermeiras (ou enfermeiros) concretizam-na, humanizam-na, dão-nos fé.

A Dama da Lâmpada, Florence Nightingale, nascida em Florença em 1820 e falecida em Londres em 1910, foi distinguida com a Ordem de Mérito Britânica depois de ter sido a grande executante e promotora da enfermagem, com especial relevo na Guerra da Crimeia.  Lançou as bases profissionais desta atividade criando a sua primeira escola no Hospital de St Thomas, em Londres.

É ao abrigo da Lâmpada, que muito utilizou para iluminar os tratamentos de feridos durante a noite, que os novos enfermeiros pronunciam o seu juramento:   “Comprometo-me solenemente a exercer fielmente a minha profissão com lealdade e a dedicar-me ao bem-estar de quem for confiado aos meus cuidados “.

Já perceberam a razão do meu texto de hoje. Desculpem-me, mas tenho uma neta que faz amanhã o seu juramento. Mas, para além do juramento, acredito nela. Conheço-a e sei que vai ser, para mim, a enfermeira mais maravilhosa do mundo.

 

2 pensamentos sobre “A DAMA DA LÂMPADA

  1. Sem dúvida, uma profissão nobre, que merece todo o carinho da população, pela proximidade, pela assistência sempre presente e o modo humanizado, como o paciente é tratado nos dias de hoje. Nos últimos tempos, tenho tido um contacto fora do normal com os serviços hospitalares, acompanhando amigos e familiares. As idades não perdoam, e os achaques multiplicam-se, com o recurso a estes serviços. E é aqui que quero chegar…! Tenho verificado, como os pacientes, mais ou menos idosos, têm sido tratados, com o profissionalismo, a bondade e a qualidade de atendimento. De facto, estamos a viver uma nova época, onde a assistência à saúde, se tornou ainda mais encorajadora na cura das maleitas, ( lá se vão os cálculos do Orçamento Geral do Estado ) mais ou menos sazonais ou mais ou menos crónicas. Se bem que os profissionais mais velhos, sempre se mostraram responsáveis no atendimento e no tratamento, estas novas fornadas de enfermeiros, trazem, além de conhecimentos mais profundos, como é evidente, mas também uma nova mentalidade,( recuso-me a falar, aqui ,das greves parciais ou totais ) de boa vontade e abertura, tão característica da sua própria juventude. E para finalizar, o amigo Manuel José, é um sortudo, pelo privilégio (oxalá nunca venha a necessitar ) de poder ter uma Dama da Lâmpada à cabeceira, que além de todas estas características enunciadas, até será a sua enfermeira mais maravilhosa do mundo…! Há pessoas com muita sorte…!

    Liked by 1 person

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s