O SR. TRUMP E O IRÃO

A eleição do Sr. Trump como presidente dos EUA pode ter sido uma boa escolha para os americanos ( pelo menos para os milionários e para as grandes empresas financeiras foi, para a classe média e para a classe com menos rendimentos estas o dirão nas próximas eleições ) mas para o resto do mundo foi uma desgraça.
A sua atitude tem sido a dum belicoso, até mesmo dum belígero, tanto do ponto de vista social ( imigração ), como dos pontos de vista comercial e militar ( não apazigua, promove conflitos ).
Sobre a questão levantada com o Irão, relativamente ao tratado assinado pelo Presidente Obama para evitar a proliferação das armas nucleares, penso que as suas decisões vão no mau sentido
Em Junho de 2015, estive 10 dias no Irão, integrado numa excursão, com estadia nas cidades de Teerão, Kasham, Isfham, Yasd e Shiraz e que passou também por Naein, Abarkhu, Pasargade, Persepolis. Alem de vermos os monumentos históricos, as mesquitas ( e também uma catedral de cristãos arménios e o templo de Zoroastro ), os palácios e os mercados , passeamos bastante pelas ruas e contactámos com os transeuntes, ou, melhor dito, eles procuravam contactar connosco. As pessoas da rua revelaram-se muito amáveis, com vontade de saber quem éramos, donde vínhamos, e gostavam de ser fotografadas ao nosso lado. Não posso dizer se sabiam muito de Portugal, mas sabiam que éramos compatriotas do Ronaldo e do Carlos Queiroz ( o seleccionador e treinador da selecção iraniana de futebol ). As pessoas com quem falamos com mais calma estavam na grande espectativa de que as conversações com os americanos chegassem a bom termo para que acabasse o embargo comercial que lhes dificultava o dia a dia ( por exemplo no que respeita a medicamentos ).
Não vi qualquer resquício de aversão aos ocidentais nem de intransigência religiosa. Até vi lojas com quadros da última ceia de Cristo à venda ! E os nomes das ruas estão escritos em persa e em inglês.
Não encontrei pedintes nem pessoas com aspecto de sem-abrigo. O equivalente à assistência social do Irão e os vizinhos zelam para as pessoas não caiam nessas condições O Sr. Trump em vez dedicar tempo às suas diatribes, a meu ver injustificadas, e às bravatas contra os Irão devia preocupar-se com os párias da sociedade americana e procurar melhorar a sua sorte.
Fiquei com grande simpatia pelo povo iraniano. E lastimo que o Sr. Trump, acolitado pelo Sr. Netaniaú, esteja a reiniciar o boicote comercial e industrial ao Irão. Se os outros signatários do pacto e a União Europeia não tiverem coragem de não alinhar nessa decisão perversa, isso sim pode levar os dirigentes iranianos a recomeçarem o seu programa de armamento nuclear. Com todo o perigo que isso representa.

Lisboa, 7 de Junho de 2018

Um pensamento sobre “O SR. TRUMP E O IRÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s