Para o ano, será melhor…!

Não foi por acaso que coloquei este título…! Ele faz-me sorrir um pouco, embora com um certo franzir de testa…! E todos os anos, desde que me conheço, ouço esta afirmação, talvez o desejo incontido, saído de uma montanha de pensamentos que normalmente nos assolam o espírito. Talvez, para nos sossegar um pouco a alma, como aquele sopro forte, rápido e curto, que os desportistas fazem, para descontracção física, após um determinado exercício…!

E assim vai o mundo, empurrando os problemas com a barriga, de um ano para outro, mantendo-nos na vaga esperança de que tudo vai bem encaminhado…! Mas será assim tão linear ? Ora vejamos:

Dizem os mentideros, que as Bolsas europeias, deram hoje um trambolhão, o que arrastará sem dúvida, todos os valores da nossa magra Bolsa ( como se isto fosse uma novidade ) …! As greves de médicos e enfermeiros, que já causaram mais de um milhar de cirurgias adiadas. O mesmo, com os tribunais, sempre a acumular papelada…! As 35 horas semanais, alterando os custos do trabalho horário…! O veto do Presidente da República à decisão do Governo, quanto às carreiras dos professores ( o que poderá vir a servir de exemplo a outras carreiras ) …! A Autoridade da Concorrência a pedir ao Governo, medidas para minorar os custos dos portos portugueses… ! As indemnizações causadas pelos incêndios sucessivos e da responsabilidade assumida pelo Governo, no caso de Borba, sem culpas ainda formadas…! O Caminhos de Ferro, quase a entrar na fase de sucata, sem fim à vista, atirando-o para um terceiro-mundismo, apenas preso por arames…! etc… etc…etc….! E com isto tudo, o Ministério da Defesa, parece não ter verbas para mandar reparar um helicóptero de socorro da força aérea, parado há ano e meio, ainda à espera de ordens, cujo orçamento ronda os 6 milhões de Euros…! Um verdadeiro super-mercado para abastecer a clientela de fake-news e outros sistemas contaminantes de desestabilização, e sempre sujeitos às opiniões das Agências de Rating…!

E este pequeno rol, parece ser o prenuncio de um novo ano cheio de surpresas adiadas sine qua non, causando calafrios a quem governa e é governado, a quem tem de pagar os transportes seus e da família, o estacionamento nas cidades, o preço dos combustíveis, as rendas de casa, a luz das mais caras da Europa, os livros escolares, e tantos salários mínimos, milagrosamente elásticos…! Esquecemo-nos muitas vezes, que do pouco que tínhamos de bom, já bem pouco nos pertence e nada mandamos, importando uma boa parte do que consumimos. Contraditoriamente, nós, portugueses laboriosos e pacatos, vamos à festa, que se faz tarde…! Para o ano, será melhor…!

Um pensamento sobre “Para o ano, será melhor…!

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s