Dia das Verdades

Hoje é dia 1 de Abril. Há muitos anos conhecido pelo dia das mentiras. Parece que os tempos vêm recomendar vivamente que se altere essa designação. Que hão-de os jornais dizer, como mentira, para pregar uma partida aos mais incautos? Difícil, há que reconhecer. Por muito imaginativo que se seja nada suscitará a surpresa do leitor para além daquilo a que, diariamente, é sujeito e massacrado pelos meios de comunicação social. Dizer que o Presidente Trump já não vai construir o célebre muro não chega a surpreender ninguém. Dizer que a filha dele, a Ivana, afinal vai ser remunerada também não interessa a ninguém. Talvez se se disser que o Trump nunca falou com o Putin, aí talvez fosse uma razoável mentira.
Dizer que o Nicolas Maduro não quer continuar como Presidente da Venezuela, talvez não fosse mau… realmente nem acredita. Ou que o François Hollande não tem, de momento, nenhuma amiga favorita também não seria mau ou que o ministro alemão das Finanças vem a Lisboa para almoçar com o Primeiro Ministro português… Enfim coisas em que facilmente não se acredita mas como diz o sábio povo português…  “sabe-se lá!!!”
Já não é só o mercado da informação que, atualmente, produz mentiras, são os próprios protagonistas dos acontecimentos que não falam verdade. Mentem com todo o descaramento, com um ar distintíssimo, de quem fosse incapaz de dizer uma mentira.
A mentira é hoje uma profissão. Mentir bem, sem criar rastos para provas futuras, com ar credível, é uma arte. Parece já haver aulas em institutos famosos com cursos semestrais sobre a técnica da mentira. Chama-se-lhe agora a pós-verdade ou verdade alternativa mas, na realidade, o que se deseja é termos a garantia de não vivermos no mundo da aldrabice. E este clima de desconfiança só pode minar as relações entre pessoas, instituições e países. É evidente que o tema é muito abrangente e não é coisa que se trate num blogue despretensioso. Mas não faz mal que cada um de nós manifeste a sua opinião sobre um assunto que já se tornou evidente. Desde os temas mais complexos, envolvendo gente da maior projeção mundial, até aos pequenos casos que se passam entre nós, envolvendo gente que , por vezes, também conhecemos,  a mentira plasmou-se de forma alarmante e passou a fazer parte do “jogo”.

Por isso, e à falta de capacidade para outros meios de intervenção, não faz mal desejar que hoje pudesse ser celebrado o “Dia da Verdade”. Dia em que todos os que escrevem ou que aparecem para dar entrevistas ou declarações públicas se obrigassem a dizer só a Verdade, sem desvios, sem segundas intenções, sem as famosas “alternativas” de interpretação.
Tenho a impressão que a percentagem de opinantes diminuiria drasticamente. Para a nossa higiene mental.

Bom Dia das Verdades!

Um pensamento sobre “Dia das Verdades

  1. Era bom, que houvesse o dia das verdades. Totalmente de acordo ! Como seria esse dia, com tanta notícia bombástica ? Tantos títulos de primeira página…! Apenas fica a imaginar o panorama. Os portugueses usam muito os termos : ” Com a verdade me enganas , A verdade acima de tudo, A verdade é dura, Mentir com todos os dentes que tem, Uma mentira piedosa, Verdade seja dita “, e muitas outras frases, que nos levam a pensar, como em torno da verdade e a mentira, gira sempre a ideia da dúvida. A mentira, vive com as pessoas, desde a sua tenra idade, para evitar o castigo dos pais ou dos professores. A mentira, vive com os adultos, para esconder os seus erros, as suas fraquezas, ou deliberadamente para iludir o próximo, o que torna tudo mais grave. A verdade, aquela que dói, que é dura e custa a digerir, porque desgosta, essa, poucos a desejam, preferindo viver na ilusão da mentira. E na política, é isso mesmo. A verdade, nem sempre é bem aceite. Para se ganhar votos, nem sempre é fácil contar verdades. É preciso saber contar mentiras, que pareçam verdades…! Como não precisamos de mentiras piedosas, exijamos a verdade acima de tudo…!

    Gostar

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s