MIKTA

Não se trata de uma parceria recente mas, levando em conta os resultados já obtidos, julgo merecer uma atenção um pouco mais detalhada.
A MIKTA é uma parceria criada em Setembro de 2013, em Nova Iorque, em reuniões à margem da Assembleia Geral da ONU, participada por 5 países: México, Indonésia, Coreia do Sul, Turquia e Austrália. Trata-se de países com economias abertas e em crescimento, com mercados domésticos fortes e com grandes interesses internacionais conjuntos. Individualmente, os países MIKTA são as 11ª, 13ª, 15ª, 16ª e 17ª maiores economias mundiais. Todos eles integram o G20 e podem ser interlocutores interessantes para muitos outros países do mundo, Portugal incluído. A presidência desta parceria foi desempenhada em 2016 pela Austrália, a partir de Janeiro de 2017 pela Turquia e em 2018 será a vez da Indonésia.
A cooperação entre estes países assenta em 7 temas principais: combate ao terrorismo e segurança global; comércio e economia; gestão energética; boa governança e democracia; igualdade de género; desenvolvimento sustentável e manutenção da paz.
À luz de outras regiões do mundo, como por exemplo a Europa na qual nos integramos, poderemos questionar comportamentos e desempenhos de alguns daqueles países, sobretudo nas áreas que dizem respeito a aspetos de democracia, liberdade e defesa de género. Mas como grande e valiosa região, a Europa deve estar preparada para dialogar validamente com uma parceria que representa 523 milhões de pessoas, com uma riqueza total de 5,8 biliões de dólares, com uma parcela de 7,3% da população global e um "PIB per capita" médio de 11.153 dólares.
Trata-se de países com os quais, individualmente, Portugal mantém boas relações institucionais. Estou certo que a nossa diplomacia económica está atenta a este caso mas é bom que conheçamos a sua existência e a possamos divulgar e entender sempre que necessário. Temos, cada vez mais, ciência e cultura inovadoras que podemos apresentar como moeda negocial.
Às vezes os conflitos de opinião escondem realidades que não devem nem podem ser menosprezadas. A MIKTA é uma parceria aparentemente inovadora com a qual julgo podermos manter excelentes relações empresariais e institucionais.

2 pensamentos sobre “MIKTA

  1. De facto, a nossa comunicação social, é exímia em distrair o povo, em vez de o informar. Tenho uma vaga ideia, de já ter ouvido falar nesta parceria de interesses económicos, mais virados para um entendimento de abertura de mercados. Mas, tudo o que tenha ouvido, ficou afundado na minha ignorância, tal como acontece com o Mercosul, do qual também tão pouco se vai sabendo. Sabem-no, os exportadores habituais, sempre atentos ao desenvolvimento das suas empresas. Talvez não o saibam a maioria dos políticos, mais interessados no esgrimir palaciano da Assembleia…! Fiquei a saber, bastante mais, e a pensar sobre o que países tão heterogéneos, poderão conseguir, se não houver a tentação hegemónica de uma Turquia Otomana, que umas vezes quer estar na Europa, como de outras vezes não quer saber dela….!

    Liked by 1 person

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s