VEGANISMO

 

Como sabemos,  o veganismo é um movimento social e político que diz respeitar os direitos dos animais, promovendo a abstenção do uso de produtos derivados de animais. Nos tempos ecológicos que vivemos,  esta argumentação não deixa de fazer sentido se se pensar, como os partidários do veganismo pensam, que o tratamento abusivo dos animais ultrapassa o respeito pela vida animal, além dos prejuizos ambientais causados pela multiplicação, cada vez maior, das criações de gado. E, como tal, não comem carne, não bebem leite, nada de queijos, salpicões, fiambres, ovos e outras dezenas de produtos aos quais os nossos hábitos alimentares aderiram há muitos séculos e que nos vão mantendo, mais ou menos em forma razoável, concedendo-nos as vitaminas que, na sua ausência, terão que ser compensadas com os medicamentos adequados.

Não tenho nada contra os vegans e respeito-lhes os seus propósitos e a sua argumentação.Tenho, aliás, na família uma convicta aderente desse movimento com a qual, reconheço, é difícil de argumentar. Ainda por cima eu, que gosto de touradas ou corridas de touros, como queiram, embora deplore as lutas de galos ou de cães. Questão cultural, claro. Continuo a apreciar muitíssimo o “bife à café” e, em Lisboa, há “lugares de culto” para essas idissiocrancias. Só espero, enfim, que usem para comigo a mesma tolerância que eu uso para com eles e  me deixem satisfazer os meus gostos (ou vícios, sei lá) não me excluindo de uma família que, estatisticamente, é maioritariamente a favor dos mesmos gostos de que eu enfermo. Reconhecendo, embora,  as razões ambientais e ecológicas defendidas pelo veganismo,  já é tarde para me irreconciliar com os hábitos alimentares com os quais sempre vivi . Falta minha, pecado meu.

Há no entanto um aspeto com o qual não concordo e que, devo dizer, que desprezo. Já começou em Paris (onde geralmente tudo começa) uma vaga de assaltos de gangues que se dizem vegans (está por confirmar) a talhos e lojas de produtos de carne e derivados onde as destruições têm sido muitas e dolorosas. O medo começa a imperar e algumas dessas lojas fecharam temporariamente para evitarem danos maiores. Os assaltos começam por lançarem um líquido vermelho, semelhante a sangue, para as vitrinas e balcões para, a seguir, iniciarem a destruição em prol dos preconceitos do veganismo. Claro que Brigitte Gothière, cofundadora da Associação Francesa de Veganismo já explicou que nada tem a ver com esses distúrbios e que os censura publicamente. Acredito, para bem do movimento, mas não esqueço que os “coletes amarelos” também disseram que nada tinham a ver com os encapuçados vestidos de preto e todos sabemos o que tem acontecido em França.

Boa altura para serem tomadas medidas de contenção e de respeito pelas diversas atitudes. Se o veganismo vingar é possível que a humanidade, dentro de não sei quantas décadas, esteja melhor e os povos vivam melhor. Mas para já, muito do que comemos faz muita falta àqueles que nada comem. Sobretudo exige-se que se atue com respeito e com ordem. Estes e outros desacatos raramente conduzem a um entendimento.

 

2 pensamentos sobre “VEGANISMO

  1. O meu pensamento é parecido com o do Manuel José : o bife é o melhor amigo do homem a seguir ao cão !
    Uma pergunta : Qual é a posição dos Vegans em relação aos animais predadores que comem outros animais ?

    Liked by 1 person

  2. Eu sou daquelas que acha que “tudo quanto é demais parece mal”. Ou seja, sou completamente contra radicalismos, fanatismos e outros tantos “ismos” que nada de bom trazem às sociedades, pelo contrário.
    Devemos respeitar-nos e aceitar-nos nas diferenças. Tolerância e bom senso, como tudo o que deve ou deveria ser na vida. É no equilíbrio que encontramos o bem estar.

    Liked by 1 person

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s