Cartas da Minha Aldeia

Hoje, acordei com a ideia de que é Sábado, quando ainda vamos a meio de uma Terça-Feira calma, com o céu limpo de aviões, avolumando o silêncio a que já não estávamos habituados. E assim, atrapalhadamente, vou confundindo os dias, quase sempre iguais, tentando alterar as consequências de um confinamento, que parece começar a mostrar vestígios de uma espécie de solidão colectiva. Uma visita a amigos, que por doença ficaram recolhidos em casa, limitada a saudações da rua para a janela, e vice versa, como antigamente se fazia com o namoro de janela. Abraços atirados ao ar, com a alegria habitual de nos termos visto de novo, adaptando-nos às circunstâncias e os desejos de que tudo isto passe depressa.

E o que se passa no mundo, além daquilo que as notícias nos vão mostrando, vamos descobrindo aos poucos, como o que senti na minha recente ida ao Algarve. Uma indústria de Turismo, que durante tantos anos se desenvolveu naquela Região, novamente sacrificada com adaptações à segurança e higiene, redobrarem-se a um bom acolhimento, de um turismo que tarda em chegar. Desoladamente, deixei de ver as cabeças brancas habituais de reformados estrangeiros que procuravam o nosso Sol de Inverno, deixando um vazio difícil de preencher pela bolsa magra dos portugueses, sempre tão incompreensivelmente entendida.

Com o renascer das disputas partidárias que já se fazem sentir, talvez comece a ter saudades antecipadas, dos meus Sábados que são apenas Terças-Feiras, ainda que poucos aviões possam cruzar os céus …!

2 pensamentos sobre “Cartas da Minha Aldeia

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s