A BANDA DOS SULTÕES

 

João Batalha e Rafael Lucas Pires, fundadores e músicos dos Sultões do Swing, estiveram à conversa com os Velhos São os Trapos

 

Olá! Cá estão, de novo, os “Velhos São os Trapos” para a sua 11ª conversa/entrevista realizada no prestigiadíssimo clube de Lisboa, o CIF – Clube International de Football, clube ao qual me ligam longos e apaixonados laços de amizade.

Criado oficialmente em 1902 introduziu o futebol em Portugal tendo sido distinguido, ao longo da sua História, com inúmeros troféus de entre os quais se destaca o Troféu Olímpico pelas suas participações em JO, a Medalha de Bons Serviços Desportivos e a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo.

Passemos aos nossos convidados.

A frase não é minha mas alguém importante já disse que “A Música é um estado de alma”. E eu concordo. Quase ninguém é indiferente à música, seja de que tipo for: clássica, jazz, country, rap, ligeira, metal e tantas outras modalidades que seria difícil enumerar.

Há quem dedique a sua vida exclusivamente à música e se torne profissinal. Mas há também quem, sendo profissional de outras artes, não deixe a música e nela encontre o “estado de alma” de que tantas vezes necessita para a sua vida quotidiana.

É o caso dos nossos convidados de hoje. São excelentes profissionais de outras vidas mas que resolveram e tiveram tempo para constituir uma banda de gente amiga que designaram por “Sultões do Swing”. É, portanto, uma banda portuguesa criada em 2010 e que se tem dedicado, em especial, a replicar artistas e compositores variados dos anos 60 a 80 do século passado.

Iniciou-se com um conjunto de 7 amigos, houve mudanças, até regressarem ao figurino atual também de 7 elementos. Já deram, ao longo da sua carreira amadora, mais de 30 concertos, de uma forma geral para obras de beneficência ou em festas de amigos. Mas os seus desempenhos já criaram uma alargada fama nos meios lisboetas e o nome dos “Sultões do Swing” já é sobejamente conhecido nas tertúlias musicais de cariz amador.

Por estas razões achámos indispensável ter uma pequena conversa/entrevista com dois dos fundadores da banda, João Batalha e Rafael Lucas Pires, prestando-lhes a homenagem que merecem e dando aos nossos amigos e leitores do blogue “Velhos São os Trapos” a oportunidade de também os conhecerem e se prepararem para o próximo concerto cuja data não conheço mas que talvez os nossos convidados nos possam vir a desvendar. Poderão disfrutar de alguns dos seus anteriores concertos no inefável YouYube introduzindo o nome da banda.

 

 

Vamos então falar com os dois Sultões!

 

Um pensamento sobre “A BANDA DOS SULTÕES

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s