DEMOLIÇÃO OU RESTAURO?

O mundo e os países passam por crises incontáveis: humanitárias, sanitárias, ecológicas, financeiras, bélicas, políticas, institucionais, educacionais, comportamentais, enfim, a dificuldade será escolher prioritariamente uma delas  para serem desencadeadas as ações globais de que todas elas carecem e, indiscutivelmente, merecem. Por tudo isto,  outras enormes crises, talvez com menor visibilidade ou sensibilidade populares, acabam por … Continuar a ler DEMOLIÇÃO OU RESTAURO?

Do papel para o celuloide

Já todos nos confrontámos com a inevitável comparação entre um filme que vimos e a obra literária que lhe deu origem. E provavelmente isso ocorreu-nos na mais frequente das duas possíveis cronologias: lemos primeiro o livro e vimos depois o filme. Não querendo generalizar, tenho para mim que dificilmente consigo retirar de um filme o … Continuar a ler Do papel para o celuloide

Charles Aznavour

Eu sabia, todos nós sabíamos, que um dia iria acontecer...! O mundo da canção escureceu, como se um eclipse brutal nos escondesse a luz do Sol.  Ficou-nos o som de uma voz que ficará a ecoar por todos os montes e vales, vindos daquela França de Piaf, de Gilbert Becaud ou ainda de Jean Gabin...! … Continuar a ler Charles Aznavour

PIGMALIÃO E GALATEIA

Nestes intervalos de tempos mais festivos e reflexivos por que temos vindo a passar, deu-me para folhear um velho livro de 1936 chamado "Os Deuses do Olimpo", da autoria de João de Barros. Julgo que me desejaria encaminhar  para temas de desporto olímpico aos quais dedico atenção,  mas acabei por mergulhar, imagine-se, na deusa Afrodite … Continuar a ler PIGMALIÃO E GALATEIA

CONCERTOS DE ANO NOVO

Já nos habituámos, desde há muitos anos, a ouvir e apreciar concertos para festejar a entrada dos novos anos,  realizados em diferentes países, regiões ou cidades com divulgações muito diferentes. Uns porque são ouvidos ocasionalmente, outros porque têm grupos fiéis de adeptos locais. O já famoso YouTube abastece-nos com centenas  de concertos nesta época natalícia … Continuar a ler CONCERTOS DE ANO NOVO

O PENSADOR

  Faz agora um século que morreu Auguste Rodin. Data assinalada por grande parte da nomenclatura artística e cultural mas que talvez tenha passado despercebida à maioria dos cidadãos, nos quais me incluo. Relacionei a notícia da data, lida já não sei bem onde, com a passagem do filme que julgo se encontra ainda em … Continuar a ler O PENSADOR