JOGOS SUBSTANTIVOS

  Os nossos dias são preenchidos Com alcateias, cáfilas e cardumes, Arquipélagos e girândolas, Com corjas e com matilhas. Felizmente temos as ninhadas E os cancioneiros... E as girândolas, muitas girândolas. Mas se nos distraimos Chocamos de novo com as varas, As cambadas e as quadrilhas. Mas salva-nos a constelação. E da multidão sai a … Continuar a ler JOGOS SUBSTANTIVOS

FOLHA BRANCA

Folha branca, folha branca De que  vou falar agora? Do temporal, da solidão Ou do esplendor radioso Da razão? Em que penso? Não sei... Estou cercado de razões De tormentas, de paixões, De crenças e de certezas De verdades e mentiras De bondade e de maldade. De gente a gritar De gente a cantar De … Continuar a ler FOLHA BRANCA

O TEMPO

Vi ontem na televisão, no programa "Prós e Contras" (o que acontece de forma não muito regular), um debate sobre o tema do TEMPO. Estavam presentes na discussão convidados com diversas origens sociais e profissionais: um escritor, um psicólogo, uma cantora, uma artista de teatro, um bispo católico e um filósofo. Além de outros que … Continuar a ler O TEMPO

Essência

Amo a vida. No fundo, talvez procure aves como eu. O seu canto. O seu voo. Aquelas que bebem água em lábios de açúcar e de flores vivas. Fascinadas com o encanto de palavras, com o som do mar, com campos cobertos de brilho e luz, com o deslizar de rios que me levam ao … Continuar a ler Essência

Alma de Pássaro

Enseadas em olhos feitos arcadas de um lago azul em sol poente a que a vida deu asas de liberdade. O corpo é melodia em alma de pássaro. Em luz de sentidos na macieza da serenidade. Espero em aromas florais, lampejos de um querer leve e perfumado. Calando. Embrulhada em mim. Sei que um dia … Continuar a ler Alma de Pássaro

OLHAR O MAR

Há um poeta que diz: Moro numa rua Donde se vê o mar ao fundo. Haverá, por este mundo, Casas como aquela Ruas como aquela Com o mar ali A espreitar... E isso é bom? É bom. Olha-se não se sabe para onde Mas recebe-se a mensagem Permanente Dos sonhos, dos dramas, Dos que por … Continuar a ler OLHAR O MAR