Dia da Mãe

 

DIA DA MÃE



 

Não senhor
Hoje não se pode falar de mães
É bacoco, é mercantil
Toda a gente fala da Mãe
Para vender coisas, dar nas vistas
É infantil.
Mãe? Que é que isso interessa?
Se falares da Mãe estás
A falar de perfumes, de flores, de revistas.
Saloio,
Fala de coisas sérias
Inteligentes.
Pois é…
Mas eu só me lembro
De Mães extraordinárias
Pacientes
Com quem convivo
Ou já convivi.

Um pensamento sobre “Dia da Mãe

  1. É verdade ! Todos os dias de reflexão e de comemoração, tem que findar com uma promoção comercial. É o mercantilismo, em toda a sua força…!
    Por mim, fico-me com algumas palavras dedicado a todas as mães…, :

    Também já convivi e ficou a saudade,
    De um mundo, que só a memória me afaga
    Do tanto, de uma mãe, que recebi
    Da ternura, do carinho, da bondade,
    Que um só dia por ano, não apaga
    Todos os outros do ano, que esqueci…!

    E foi esta a vida, que nos fez nascer
    Como homens, num tempo de incerteza,
    Sem medos, sem receios de crescer
    Num mundo, onde os sonhos eram tristeza…!

    RF

    Liked by 1 person

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s