Alma de Pássaro

Enseadas em olhos feitos arcadas de um lago azul em sol poente a que a vida deu asas de liberdade. O corpo é melodia em alma de pássaro. Em luz de sentidos na macieza da serenidade. Espero em aromas florais, lampejos de um querer leve e perfumado. Calando. Embrulhada em mim. Sei que um dia todos os poemas que inventei jamais o deveriam ter sido. Sei de ti. Sei de vales secretos em motim.

Um pensamento sobre “Alma de Pássaro

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s