Brinde com Poesia

Como podia eu deixar este ano sem fazer um Brinde para o próximo? Mas um brinde com poesia, esperança, com grandes abraços para todos os Amigos. Estava tentado a incluir um pequeno poema que tinha preparado. Mas arrepiei caminho. Fui reler um poeta algarvio (isto do Algarve está “under my skin”…) que aprecio muito: António Ramos Rosa. Nasceu em Faro em 1924 e morreu em Lisboa em 2013. São dele estes versos, respigados de uma obra sua:

Num mundo descoroçoante de puras imagens
é bom este banho de resistências, pressões, vontades, atritos,
é bom navegar.
Porque este presente é logo saudoso.
A vida continua.
Certas coisas que pareciam mortas
Estão agora vivas ou, pelo menos, mexem-se.
Ausentes, dominam-nos.
Não é para nós que utilizam palavras,
que insistem, não é para nós!
Estes grandes ornamentos, estes sábios discursos
fluem em visões, em ondas, como se não no presente.
Ter-se-á o presente extinguido?
A vida continua tão improvavelmente.

 

 

 

Um pensamento sobre “Brinde com Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s