A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER

Muitos das nossas gerações leram Milan Kundera e teceram-lhe louvores pela profundidade dos seus escritos e pela sua coragem de vida enfrentando os, à data, "comandantes" do seu país. Por tudo o que pensava e escrevia Kundera teve que se exilar, há mais de 40 anos, tendo-lhe sido retirada a cidadania checa (checoeslovaca ainda nessa … Continuar a ler A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER

Com o tempo…

Com o tempo, aprendemos que tudo é para sempre na medida em que o passado, o presente e qualquer que seja o futuro, fará sempre parte das nossas vidas... Com o tempo, apercebemo-nos que o que foi, nunca mais será e que o que será, poderá ser uma nova forma de felicidade... Com o tempo, … Continuar a ler Com o tempo…

O Elogio da Loucura

Por razões que relato mais adiante fui levado a rever alguns elementos da obra de Erasmo de Roterdão, "O Elogio da Loucura", para melhor recordar a obra e o autor de que me encontrava ausente, depois de tantos anos sem o consultar.  Como se lembrarão Erasmo de Roterdão (de seu nome completo em latim Desiderius … Continuar a ler O Elogio da Loucura

CHICAGO

  Vou hoje falar de um projeto teatral que se desenrola entre nós e que merece, em minha opinião, ser muito divulgado.  Trata-se do musical Chicago que se encontra em cena no bonito teatro Trindade, em Lisboa. Chicago é uma história criada nos anos 20 do século passado assente em factos verídicos da época: duas … Continuar a ler CHICAGO

Coisas da Música

Há dias, em que nos apetece ficarmos fechados a sete chaves, apenas a ouvir música, escolhida entre uma pequena colecção de velhos discos, desde os heróicos de 78 rotações, até aos Long Play de 33 rotações. Aquele tic tic tic irritante, de um pequeno risco, sem hipótese de reparação, como ainda acontece com os de … Continuar a ler Coisas da Música